QUEM É ESTA MALUCA?

Olá, o meu nome é Sofia.

Sou alguém que sonha com um mundo em que quando saímos à rua, sorrimos uns para os outros e partilhamos o melhor de nós, um mundo em que existe respeito mútuo e em que não precisamos de motivos para sermos bondosos uns com os outros e connosco. Durante alguns anos fui alguém que dizia muitas vezes “odeio pessoas!”.

Na verdade, nunca odiei pessoas, o que não gosto é o quanto me preocupo com pessoas quando observo que as pessoas não se preocupam umas com as outras.

Ainda assim, acredito na bondade das pessoas até prova em contrário e mesmo nessa altura esforço-me por relembrar que na verdade, ninguém é só bom ou só mau, todos temos os nossos momentos. Por vezes, sou aluada e perco-me nos meus próprios pensamentos, sonho acordada e tenho uma visão um pouco romantizada da vida. Alguns dizem que vivo numa bolha só minha e que estas minhas ideias são contos de fadas em que só eu acredito e que este meu mundo encantado não passa de uma ilusão. Acredita, eu sei que a vida não é só flores! 

Por momentos, na minha vida, deixei que a minha luz se apagasse, vivi situações que normalmente não se vivem de animo leve e perdi a minha força, deixei que as pessoas me dissessem quem é que eu devia ser ou fazer, na esperança que isso fizesse com que gostassem mais de mim, de me sentir mais normal ou integrada e até acreditando na ilusão de que se fosse “uma boa menina”, eventualmente, seria recompensada. Mas a única coisa que acontece quando não nos permitimos ser quem realmente somos é um crescer de uma tristeza e zanga enormes, uma falta de vontade de viver que ninguém merece sentir, uma sensação de que nada do que fazemos é suficiente e que ninguém nos consegue ver nem dar valor.

Ainda assim, recuperei! Voltei a ser uma pessoa que chega a qualquer lado com alegria, mesmo de manhã cedo! Chego com vontade de rir e de fazer rir, digo um monte de disparates e uso as desventuras da minha própria vida para fazer as pessoas dar uma gargalhada. Há sempre alguém que pensa “que drogas é que esta maluca anda a tomar?”. Mas não é maravilhoso observar como a nossa energia e alegria podem contagiar, positivamente, algumas pessoas? A alegria segue-me onde quer que vá! Nem sempre foi assim, no entanto, já não sou uma dessas pessoas que aparentam ser alegres mas quando chegam a casa e lhes cai a máscara, explodem de raiva ou se deixam cair em tristeza. Sou alegre e parvinha a tempo inteiro! Claro que também tenho os meus dias, se me apetece estar em modo observadora, estar quieta, calada, de trombas ou fazer uma birra também me permito a isso. Felizmente, tenho seres maravilhosos na minha vida que me amam exatamente como sou.

Eu não sou normal. Não vivo segundo o que se considera normal nesta realidade, não digo só coisas normais, não penso só coisas normais nem quero viver uma vida normal. Nem vou mais tentar ser normal, isso sai demasiado caro! Estou a aprender a assumir a minha diferença, estou disposta a ser diferente. Estou disposta a ser a diferença que o mundo possa requerer. Estou disposta a ser cada vez mais feliz, a ser tão feliz que posso até irritar algumas pessoas com tanta felicidade! E sempre com a esperança de que possa inspirar algumas pessoas a aprender e escolher a ser tanto ou mais feliz que eu. Por favor, percebe, se é possível para mim também é possível para ti.

Ao longo da minha vida, e depois de ter escolhido as ciências exatas como área de formação, fui-me apercebendo de que há mais para mim do que aparentava à primeira vista. Sempre fui uma curiosa no que toca os assuntos da psicologia, da consciência e das capacidades humanas, da arte e do mistério que percebo no Universo. Mas foi mais tarde que me apaixonei pelas áreas consideradas alternativas e essencialmente pela autodescoberta e a expansão da consciência.

Quem me conhece sabe que nem sempre me senti feliz, nem sempre escolhi o melhor caminho, nem sempre tive motivos para sorrir. Todos temos as nossas histórias tristes. Mas nem todos escolhemos ultrapassar os desafios da vida, sair do drama, do trauma, da vitimização e voltar a sorrir com amor no coração. E apesar de saber que somos todos únicos à nossa maneira, sei que há mais pessoas como eu por aí, pessoas que buscam a sua felicidade e que estão dispostos a fazer escolhas diferentes para viverem realidades diferentes.

Se vieste aqui parar, existe uma grande probabilidade de seres mais assim do que possas gostar de admitir. Este espaço é para ti.

O que ando a fazer agora?

Dou formação na área da tecnologia, numa empresa maravilhosa, rodeada de colegas incríveis que me recebem como sou. Juntos, transformamos a vida das pessoas e ajudamos os nossos formandos a criar novas oportunidades na sua vida profissional. Como é que tive tanta sorte?!

Sou também facilitadora e formadora de Access Bars que se integra num universo de ferramentas e processos que Access Consciousness disponibiliza. Adoro coisas diferentes, destemidas e fora da caixinha, detesto que me digam qual é a verdade em vez de me deixarem descobrir qual é a minha verdade! O Access deu-me essa oportunidade, capacitou-me a descobrir o poder de saber que eu sei! Tem sido maravilhoso observar estas ferramentas e processos a transformar e a melhorar a minha vida e a vida das pessoas a quem estendo a mão e que escolhem agarrá-la. Agora, faz parte do meu caminho partilhar contigo que tu também podes saber que sabes, crescer com isso e criar uma realidade que te faça feliz.

O que se pode esperar de mim?

É uma boa pergunta… Parte da minha jornada é viver na permissão de não me deixar definir por muitas expectativas. Gosto de me dedicar ao que sinto, a cada momento, que poderá ser uma contribuição para o mundo e para as pessoas que nele vivem. Tenho como alvo contribuir para o aumento de consciência das pessoas, do auto-conhecimento, do bem-estar físico, emocional e do ser humano como um todo.

Este é um espaço para quem procura mais para si mesmo e para os outros, um lugar para aqueles que procuram uma palavra inspiradora, um momento de reflexão e até para os curiosos que gostem de saber por onde ando e o que ando a fazer.

Também adoro comer! Por isso, não te admires se aparecerem por aqui umas fotografias muito mal tiradas de iguarias que vou provando pelos locais fantásticos que tenho tido oportunidade de visitar por esse mundo fora e também, claro, pelo nosso lindo Portugal.

Se alguma destas coisas for apelativa para ti, que sejas muito bem-vindo à minha bolha! Espero ter-te por cá mais vezes.

Se ainda estás a ler, também já percebeste que eu falo pelos cotovelos. Na verdade, sinto mesmo que tenho muito para dizer, adoro falar e escrever e estou a aprender a fazê-lo, sem medos. Então, aqui estou.

Estou disponível para receber o teu feedback sempre que sentires que faz sentido contribuir para este meu caminho ou perante alguma das minhas partilhas. Que mais é possível?!

Sintoniza-te ; )

Com amor e carinho,

Sofia.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: